Lula

Zona de pesca
FAO 41

A lula da Patagónia (Loligo gahi): é capturada com navios arrastões a sul das costas da Patagónia argentina. Ultracongelada a bordo sem qualquer tipo de manipulação, a lula da Patagónia destaca-se de entre as restantes lulas de outras origens pela sua excelente textura e sabor. Estas lulas de tamanho médio, são vulgarmente designadas como lulinhas, devido ao seu tamanho, são ideais para grelhar inteiras ou fritas cortados em tiras.

Lula da África do Sul (Loligo reynaudii): capturadas com navios toneiros na costa sul-africana. Esta lula de grande dimensão, destaca-se pelo sabor delicado e pela textura firme. É conhecido como “chocolate”, devido à cor da sua pele, sendo ideal para guisar ou cozinhar na sua própria tinta.

Lula europeia (Loligo vulgaris): capturada no sector centro-oriental do Atlântico. Tem um manto longo, estreito e cilíndrico, que pode atingir até 50 cm de comprimento. Cabeça volumosa. Barbatanas largas, não mais do que 60% do comprimento do manto. Clube tentacular com ventosas muito grandes nas filas centrais. Concha dorsal interna (pena) não calcificada, muito estreita e transparente.

Presentaciones de Lula

Inteiro

Inteiro

Limpa

Limpa

Cortada

Cortada

Panada

Panada